• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Vasco Tulio de Moura Gomes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Moreno, Andrea Micke (Presidente)
Dias, Ricardo Augusto
Knöbl, Terezinha
Menão, Marcia Cristina
Sato, Maria Inês Zanoli
Título em português
Caracterização fenotípica e genotípica de cepas de Salmonella enterica isoladas de carne suína no município de São Paulo
Palavras-chave em português
Salmonella entérica
Carne suína
Genoma
PFGE
Resistência
Resumo em português
Atualmente, a salmonelose representa uma das zoonoses de maior importância em Saúde Pública no mundo, em razão da alta endemicidade, mortalidade, e dificuldade do seu controle. No município de São Paulo, é possível encontrar diferentes realidades no que se diz respeito às boas práticas de produção e ao controle de qualidade dos produtos de origem animal, principalmente quando se considera os pontos de venda direta ao consumidor. Os objetivos do presente estudo foram avaliar a presença de Salmonella entérica em cortes de carne suína vendidos em mercados municipais, açougues e mercados de pequeno porte distribuídos nas cinco regiões do município de São Paulo. As estirpes isoladas foram caracterizadas quanto ao sorotipo, perfil de resistência a antimicrobianos, perfil genotípico através da eletroforese em campo pulsado (PFGE) e do polimorfismo do comprimento de fragmentos amplificados (AFLP). A partir dos 394 cortes de carne avaliados 6% foram positivos para o isolamento de S. enterica. Dentre os 111 estabelecimentos examinados, 14,4% apresentaram pelo menos um corte de carne positivo. Dentre as 60 estirpes selecionadas para caracterização, os sorotipos identificados foram Typhimurium (33,3%), London (26,7%), Brandenburg (10,0%), Schwaezengrund (8,3%), Derby (8,3%), Infantis (6,7%), Javiana (6,7%). A determinação da concentração inibitória mínima indicou as seguintes frequências de resistência antimicrobiana: azitromicina (100%), sulfametoxazol (98,3%), ampicilina (50%), cloranfenicol (41,7%), tetraciclina (40%), ácido nalidixico (21,7%), gentamicina (16,7%), trimetoprim (15%) e ciprofloxacina (5%). Todos os isolados foram sensíveis à cefotaxima, ceftazidima, meropenem e tigeciclina. Multirresistência foi identificada em 58,3% das estirpes avaliadas. A caracterização das estirpes pela PFGE e pelo AFLP revelou uma tendência a agrupar os isolados de acordo com a origem e com os sorotipos. A partir do sequenciamento do genoma de 11 estirpes foi possível identificar os STs, a presença de genes de resistência e de ilhas de patogenicidade. Os dados obtidos foram discutidos frente aos perfis descritos de estirpes de Salmonella entérica oriundas de criações de suínos e casos de infecção alimentar relatados no país e no exterior.
Título em inglês
Phenotypic and genotypic characterization of strains of Salmonella enterica isolated from pork in São Paulo city
Palavras-chave em inglês
Salmonella enteric
Genome
PFGE
Pork cuts
Resistance
Resumo em inglês
Currently, salmonellosis represents one of the most important zoonoses in Public Health in the world, due to the high endemicity, mortality, and difficulty of its control. In the city of São Paulo, it is possible to find different realities regarding good production practices and quality control of animal products, especially when considering the points of direct sales to the consumer. The objectives of the present study were to evaluate the presence of Salmonella enterica in pork cuts sold in municipal markets, butchers and small markets distributed in the five regions of the city of São Paulo. Isolated strains were characterized for serotype, antimicrobial resistance profile, genotypic profile through pulsed field electrophoresis (PFGE) and amplified fragment length polymorphism (AFLP). From the 394 meat cuts evaluated 6% were positive for isolation of S. enterica. Among the 111 establishments examined, 14.4% had at least one positive meat cut. Among the 60 strains selected for characterization, the identified serotypes were Typhimurium (33.3%), London (26.7%), Brandenburg (10.0%), Schwaezengrund (8.3%), Derby (8.3%), Infantis (6.7%) andJaviana (6.7%). Determination of the minimum inhibitory concentration indicated the following frequencies of antimicrobial resistance: azithromycin (100%), sulfamethoxazole (98.3%), ampicillin (50%), chloramphenicol (41.7%), tetracycline (40%), nalidixic acid (21.7%), gentamicin (16.7%), trimethoprim (15%) and ciprofloxacin (5%). All isolates were sensitive to cefotaxime, ceftazidime, meropenem and tigecycline. Multiresistance was identified in 58.3% of the strains evaluated. Characterization of the strains by PFGE and AFLP revealed a tendency to group the isolates according to the origin and the serotypes. From the genome sequencing of 11 strains it was possible to identify STs, presence of resistance genes and pathogenicityislands. The data obtained were discussed in relation to the described profiles of S. enterica strains from pig herds and cases of food infection reported in the country and abroad.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-12-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.