• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Jessica Soares Garcia
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Gomes, Cristina de Oliveira Massoco Salles (Presidente)
Chammas, Roger
Rodrigues, Lucas Campos de Sá
Título em português
Avaliação da expressão das galectinas no melanoma canino
Palavras-chave em português
Canino
Galectina-1
Galectina-3
Imunoistoquímica
Neoplasia
Resumo em português
O melanoma canino é uma neoplasia frequente em cães, tem um caráter maligno, invasivo, com potencial metastático e, neste contexto, estudos acerca do envolvimento das galectinas se justifica para ampliar o conhecimento do microambiente tumoral desta neoplasia. As galectinas são proteínas da família das lectinas animais que apresentam domínios de reconhecimento de carboidratos e podem estar localizadas no núcleo, no citoplasma, na superfície de células e secretadas em diversos tecidos. Acredita-se que principalmente a galectina-1 (gal-1) e a galectina-3 (gal-3) estejam associadas à transformação neoplásica, sobrevivência da célula neoplásica, angiogênese, evasão do sistema imune e formação de metástases. A gal-1 está principalmente relacionada com a transformação tumoral e evasão do sistema imune. A gal-3 está principalmente associada com a angiogênese, desenvolvimento de metástases pelo aumento da motilidade e adesão entre as células neoplásicas e adesão entre as células neoplásicas e o endotélio, além de contribuir para a evasão do sistema imune. O objetivo do estudo foi verificar o padrão de expressão de gal-1 e gal-3 nos diferentes graus de agressividade do melanoma canino, além de avaliar a concentração sérica de gal-3 e comparar com cães clinicamente saudáveis. Foram analisadas a expressão de gal-1 e gal-3 em 30 fragmentos de melanoma canino, seis fragmentos de melanocitoma e nove fragmentos de linfonodos metastáticos. Foi realizada a dosagem sérica de gal-3 em 30 cães com melanoma e comparada a 10 cães clinicamente saudáveis. O melanoma canino expressou gal-1 principalmente no citoplasma e expressou um padrão variável de gal-3 no citoplasma e no núcleo. Em relação à expressão de gal-3 observou-se que conforme a agressividade do melanoma houve diminuição da frequência de células com marcação citoplasmática e um aumento da intensidade de marcação nuclear com concomitante diminuição da frequência de células com marcação nuclear. Os cães com melanoma apresentaram aumento dos níveis séricos de gal-3 antes da exérese da neoplasia quando comparados aos animais clinicamente saudáveis, mostrando o seu potencial uso como biomarcador do melanoma.
Título em inglês
Evaluation of galectins expression in canine melanoma
Palavras-chave em inglês
Canine
Galectin-1
Galectin-3
Immunohistochemistry
Neoplasm
Resumo em inglês
Canine melanoma is a frequent neoplasm in dogs. It has a malignant, invasive and metastatic potential. In this context, studies about the involvement of galectins are justified to increase the knowledge of melanoma tumor microenvironment. Galectins are proteins of the animal lectins family, that display carbohydrate recognition domains and may be located in the nucleus, cytoplasm, cell surface, as well as secreted in various tissues. Galectin-1 (Gal-1) and galectin-3 (Gal-3) are associated with neoplastic transformation, neoplastic cell survival, angiogenesis, immune system evasion, and metastasis formation. Gal-1 is mainly related to tumor transformation and immune system evasion. Gal-3 is mainly associated with angiogenesis, development of metastasis by increased motility and adhesion between neoplastic cells and adhesion between neoplastic cells and endothelium, while contributing to the evasion of the immune system. The aim of the study was to ascertain the expression pattern of Gal-1 and Gal-3 in different severity degrees of canine melanoma, as well as to evaluate the serum concentration of Gal-3 and to compare with clinically healthy dogs. Gal-1 and Gal-3 expression was analyzed in 30 canine melanoma fragments, six melanocytoma fragments and nine fragments of metastatic lymph nodes. Serum Gal-3 was measured in 30 dogs with melanoma and compared to 10 clinically healthy dogs. Canine melanoma expressed Gal-1 primarily in the cytoplasm and presented a variable pattern of Gal-3 in the cytoplasm and nucleus. Regarding the expression of Gal-3, it was observed that according to melanoma severity, there was a decrease in the percent frequence of cells with cytoplasmic labeling and an increase in the nuclear marking intensity with concomitant decrease in the percent frequency of nuclear-labeled cells. Dogs with melanoma had increased serum levels of Gal-3 before the excision of the neoplasia when compared to the clinically healthy animals, showing its potential use as a melanoma biomarker.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2019-11-09
Data de Publicação
2017-12-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.