• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2004.tde-25052007-085952
Documento
Autor
Nome completo
Robson Fortes Giglio
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Ferrigno, Cassio Ricardo Auada (Presidente)
Balieiro, Júlio César de Carvalho
Sterman, Franklin de Almeida
Título em português
Estudo longitudinal da densidade mineral óssea de cães normais, portadores e afetados pela distrofia muscular do Golden Retriever (D.M.G.R.)
Palavras-chave em português
Cães
Cão Golden Retriever
Densitometria óssea
Distrofia muscular
Radiologia
Resumo em português
A forma mais comum de distrofia muscular em humanos é do tipo Duchenne, com uma incidência aproximada de um caso a cada 3.500 nascimentos masculinos. A Distrofia Muscular do Golden Retriever (DMGR) é considerada o modelo animal mais apropriado à Distrofia Muscular de Duchenne (DMD). A Densitometria Óptica Radiográfica é um método de análise para quantificação da matéria mineral óssea, sendo, neste estudo, realizado com radiografias simples da tíbia direita ao lado de escala de alumínio. Foram utilizados 15 cães da raça Golden Retriever, sendo 5 cães normais, 5 fêmeas portadoras e 5 machos afetados pela DMGR, que foram radiografados mensalmente, dos 3 aos 9 meses de idade. Estas radiografias foram digitalizadas e analisadas por meio de um software de análise de imagens (ImageLab, Softium®), que compara as tonalidades de cinza da escala com região óssea analisada, obtendo-se valores em milímetros de alumínio (mmAl). Os resultados obtidos foram analisados estatisticamente utilizando o procedimento Proc Means do programa Statistical Analysis System, versão 8.0. O estudo revelou que a região epifisária possui maior densidade mineral óssea (DMO), seguida pela região metafisária e diafisária, respectivamente, nos três grupos avaliados, ao longo do período experimental, e seguiram o comportamento do peso corpóreo. Houve uma tendência de aumento da DMO nas três regiões avaliadas dos três grupos ao longo do experimento. A região metafisária proximal de tíbia demonstrou ser a região de eleição para a leitura da DMO por ser o local estudado com menor correlação com o peso corpóreo e por promover estimativas médias consideradas significativas entre grupos avaliados mais cedo que nas demais regiões O potencial de diagnóstico do exame densitométrico, em relação a DMGR, foi considerado baixo, entretanto demonstrou ter grande potencial no acompanhamento do progresso desta doença por apresentar alta sensibilidade para detecção de variações na densidade mineral óssea.
Título em inglês
Longitudinal study of bone mineral density in healthy, carrier, and affected dogs by Golden Retriver Muscular Dystrophy (G.R.M.D.)
Palavras-chave em inglês
Densitometry
Dogs
Golden Retriever
Muscular dystrophy
Radiology
Resumo em inglês
Duchenne Muscular Dystrophy is the most common type of muscular dystrophy in humans affecting 1 in 3,500 male births. Muscular dystrophy in Golden Retrievers appears to be an appropiate model of the human Duchenne Muscular Dystrophy. Radiographic Optical Densitometry is an analitic method to meansure bone mineral content. This technique was performed by right tíbia simple radiograph conjugated with an aluminium stepwedge. 5 helthy dogs, 5 female carriers and 5 male affected dogs by Golden Retriever Muscular Dystrophy were divided in 3 groups. Monthly, all the dogs were radiographed from 3-mouths until 9-mouths old. Radiographs were digitalized and analyzed by an image processing software (ImageLab, Softium), which compares the aluminium grey scale tonalities with a bone region analyzed obtaining with this the value of bone mineral density in aluminium milimeters (mmAl). The obtained results were statistically analyzed using the the procedure Proc Means of the program Statistical Analysis System 8.0 software. The epifisary region possess higher bone mineral density followed for the metafisary and diafisary regions, respectively, in the three evaluated groups during the experimental period and followed by the behavior of the corporeal weight. There was a trend of increase of the bone mineral density in the three evaluated regions of all three groups. The proximal metafisary region of tíbia demonstrated to be the best region of selection to evaluate the bone mineral density since it is place studied with less correlation with the corporeal weight and by promoting significant considered average estimates between groups evaluated earlier than other regions. The potential of diagnosis of this densitometric method in Golden Retriever Muscular Dystrophy was considered low, however this study demonstrated to have great potential in the accompanying the progress of this disease due to the high sensitivity for detection of bone mineral density changes.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-05-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.