• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.1997.tde-21022008-092052
Documento
Autor
Nome completo
Rosa Helena dos Santos Ferraz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1997
Orientador
Banca examinadora
Prada, Irvênia Luiza de Santis (Presidente)
Peduti Neto, José
Silva, José Alberto Pereira da
Título em português
Estudo anatômico do comportamento do nervo pudendo em fetos de bovinos azebuados
Palavras-chave em português
Anatomia
Bovinos
Cavidade pélvica
Nervo pudendo
Nervos sacrais
Resumo em português
Para a execução deste trabalho, valemo-nos de trinta fetos de bovinos azebuados, fêmeas. Após o processo de conservação e de redução das peças, realizamos sua dissecção, com auxílio de instrumentos de cirurgia oftálmica e lupa circular de luz fria. Priorizamos a observação da origem do tronco do nervo pudendo registrando-a, maus freqüentem ente (76,7%) em relação ao segundo, terceiro e quarto nervos sacrais, destacando como contribuição mais conspícua, a que se refere ao terceiro nervo sacra (90%). Especificamos também as contribuições dos ramos ventrais dos nervos sacrais destinadas a cada um dos ramos, registrando participação mais freqüentemente do terceiro e quartos nervos, isto é: cutâneo proximal (56,7% à direita e 53,3% à esquerda), cutâneo distal (70% à direita e 56,7% à esquerda) e nervo pudendo (propriamente dito - 76,7% à direita e 73,3% à esquerda), considerandoo-os enquanto contidos na cavidade pélvica. Registramos o número de ramos representativos dos ramos cutâneos proximal e dista], sendo respectivamente encontrado em apresentação única à direita (63,3% - 96,7%) e à esquerda (66,7% - 83,3%); dupla à direita (23,3% - 3,3%) e à esquerda (23,3% - 16,7%) e tripla, exclusivamente para o ramo cutâneo proximal à esquerda (3,3%). Observamos também a emergência desses ramos da cavidade pélvica, representada para o ramo cutâneo proximal mais freqüentemente através do forame isquiático menor à direita (16,7%) e à esquerda (16,7%) oou perfurando o ligamento sacrotuberal largo à direita (46,7%) e à esquerda (50%) e, para o ramo cutâneo distal pela fossa ísquio-retal para ambos os antímeros (100%). 0 nervo pudendo (propriamente dito), no terço final da cavidade pélvica, origina sempre o ramo dorsal do clitóris e o ramo mamário (100%). Registramos ainda, ocorrência de ramo conectivo ("anastomose") entre um pequeno ramo que adentra a cavidade pélvica pela porção cranial do forame isquiático menor e o nervo pudendo (propriamente dito) ou um de seus ramos - o nervo perineal profundo (63,3%). Os resultados obtidos em relação ao comportamento do nervo pudendo em fetos de bovinos azebuados, fêmeas, de modo geral, não mostram discordância com os correspondentes dados obtidos na literatura consultada, referentes a bovinos de origem européia.
Título em inglês
Anatomical study on the behavior of the pudendum nerve in fetuses of the crossbred zebu cattle
Palavras-chave em inglês
Allowing nerve
Anatomy
Cattle
Pelvic cavity
Sacral nerves
Resumo em inglês
In order to perform this research, 30 female fetuses from crossbred zebus were used. After applying the process of conservation and reduction of the pieces, dissections were made by using ophthalmic surgical instruments and circular magnifying glass fitted with cold lamp. Priority was given to the observation of the origin of the pudendum nerve trunk registering it, more frequently, in relation to the second, third and fourth sacral nerves (76.7%), emphasizing it as the most remarkable contribution, the one that refers to the third sacral nerve (90%). While enclosed in the pelvic cavity, we considered contributions of the ventral branches of the sacral nerves, specifically destinated to each of the branches, registering more abundantly participation of the third and fourth nerves, that is: proximal cutaneous (56.7% to the right and 53.3% to the left), distal cutaneous (70% to the right and 56.7% to the left) and pudendum nerve (properly speaking - 76.7% to the right and 73.3% to the left). We registered the number of branches representative of the proximal cutaneous and of the distal cutaneous, being respectively found in the unique appearance to the right si de (63.3% and 96.7%) and to the left (66.7% and 83.3%); double to the right (23.3% and 3.3.%) and to the left (23.3% and 16.7%), and triple, exclusively to the proximal cutaneous branch to the left (3.3%). The emergence of these branches from the pelvic cavity was also observed, represented to the proximal cutaneous branch more often through the minor ischiatic foramen to the right (16.7%) and to the left (16.7%) or perforating the large sacrotuberal ligament to the right (46.7%) and to the left (50%) and, to the distal cutaneous branch through ischiorectal fossa to both antimeres (100%). The pudendum nerve (properly speaking), in the final one-third of the pelvic cavity, always originates the dorsal branch of the clitoris and the mammary branch (100%). The occurrence of the comiective branch ("anastomosis") between a small branch entering into the pelvic cavity through the cranial portion of the minor ischiatic foramen (properly speaking) and the pudendum nerve or one of its branches - the deep pudendum nerve was also observed (63.3%). The results of the behavior of the pudendum nerve found in female fetuses of the crossbred zebu cattle did not differ from those of the Europen cattle, as described in the literature.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-03-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.