• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2011.tde-15032012-085251
Documento
Autor
Nome completo
Marcio Nogueira Rodrigues
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Miglino, Maria Angélica (Presidente)
Braga, Patricia Cristina Baleeiro Beltrao
Pignatari, Graciela Conceição
Título em português
Avaliação do transplante de células tronco do epitélio olfatório de ratos em coelhos da raça Nova Zelândia submetidos a trauma medular
Palavras-chave em português
Células-Tronco
Medula
Olfatório
Terapia celular
Resumo em português
As células-tronco do epitélio olfatório possuem a capacidade de diferenciação, regeneração de neurônios olfatórios e atuam no processo de mielinização das fibras nervosas. O objetivo desse trabalho foi verificar o potencial terapêutico de células-tronco do epitélio olfatório de ratos Wistar em terapia celular em coelhos submetidos à lesão medular. Foram utilizados ratos com idade de 2 meses e coelhos da raça nova Zelândia obtidos no Biotério do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo. Os fragmentos do epitélio olfatório dos ratos foram tratados e colocadas em cultivo em DMEM-F12 suplementado. Foram testadas nos coelhos nova Zelândia 4 tipos de lesão medular, hemisecção dorsal e ventral e secção lateral e total. Foi realizado teste de potencial teratogênico em camundongos NUDE e para terapia foram transplantadas 5x105 células em 4 coelhos submetidos a lesão medular ventral. A morfologia predominante das células em cultivo era fibroblastóide. Os ensaios de curva de crescimento e tendência a formação de colônia demonstraram que as condições de cultivo destas células estavam adequadas. Foi encontrada positividade para Vimentina, Oct-4, GFAP, OMP, Nanog, Citoqueratina-18 e Beta tubulina em imunofluorescência. Em citometria de fluxo foi encontrada negatividade para CD 113, CD 117 e Stro-1 e positividade para Vimentina, Nanog e OMP. Em análise por imunohistoquíca verificou-se marcação positiva para Vimentina, OMP, GFAP e Nanog. Verificou-se marcação positiva no material coletado por retrovírus GFP. Houve melhora clínica nos animais avaliados 21 dias após o transplante de células com retorno de alguns reflexos como o de propriocepção consciente e colocação tátil, o mesmo apresentou ainda reflexo de pedalagem. Conclui-se que o melhor modelo para indução da lesão medular em coelhos é a hemisecção ventral da medula e que as células-tronco olfatórias de ratos Wistar possuem grande potencial terapêutico em animais submetidos à lesão medular.
Título em inglês
Evaluation of transplantation of stem cells from rat olfactory epithelium in rabbits subjected to spinal cord injury
Palavras-chave em inglês
Celular terapy
Olfactory
Spinal Cord
Stem Cell
Resumo em inglês
Stem cells from olfactory epithelium are capable of differentiation, regeneration of olfactory neurons and act in the myelination process of nerve fibers. The aim of this study was to verify the therapeutic potential of stem cells from the olfactory epithelium of Wistar rats in cell therapy in rabbits subjected to spinal cord injury. Rats were aged 2 months and New Zealand rabbits obtained in the bioterio of the Animal Pathology Department, Faculty of Veterinary Medicine, at University of Sao Paulo. Samples of the olfactory epithelium of rats were treated and placed in culture in DMEM-F12 supplemented. Four types of spinal cord injury were tested in New Zealand rabbits: hemisecction dorsal and ventral, total and lateral section. The teratogenic potential test was made in NUDE mices. For therapy were transplanted 5x105 cells in 4 rabbits subjected to spinal cord injury in the ventral region. The cells showed predominant fibroblastoid morphology. Tests for growth curve and colony formation demonstrated that culture conditions in these cells were suitable for the development of these cells. In the immunofluorescence analyses the cells showed positive reaction for vimentin, Oct-4, GFAP, OMP, Nanog, cytokeratin-18 and beta tubulin. In flow cytometry analyses was found negative reaction for CD 113, CD 117 and Stro-1 and positive reaction for vimentin, Nanog and OMP. In immunohistochemistry analysis were observed positive reaction for vimentin, OMP, GFAP and Nanog. Positive labeling was showed on the collected material for GFP. Clinical improvement occurred in the animals evaluated 21 days after cell transplantation. With some reflections about how the placement of conscious proprioception and tactile, it also presented a reflection of pedaling. After this, we concluded that the better model for induction of spinal cord injury in rabbits is the hemisecction ventral and the olfactory stem cells of Wistar rats showed a great therapeutic potential in animals subjected to spinal cord injury.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-04-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.