• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2018.tde-15012018-161925
Documento
Autor
Nome completo
Aline Gonçalves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Liberti, Edson Aparecido (Presidente)
Marsola, Thelma Renata Parada Simão
Nhamposse, Catarina Tivane
Oliveira, Flavia de
Picosse, Luis Ronaldo
Título em português
Repercussões morfológicas da distrofia muscular sobre a cartilagem do processo condilar da mandíbula de modelos murinos
Palavras-chave em português
Crescimento facial
Degenerações neuromusculares
dmdmdx
largemyd
Morfometria
Resumo em português
As distrofias musculares doenças genéticas ou congênitas de caráter irreversível e progressivo são caracterizadas por degenerações da musculatura esquelética capazes de induzir anomalias ósseas como resultado da perda de função do músculo. Osteopenia, fraturas por fragilidade, escoliose, além de danos nos processos de crescimento e remodelação que levam a diferenças de forma e de tamanho são modificações ósseas decorrentes desse conjunto de doenças musculares. Os músculos da cabeça e pescoço são também afetados em vários tipos de distrofias, alterando a morfologia craniofacial e a oclusão dentária. Por sua vez, a cartilagem do processo condilar da mandíbula (PC), uma das estruturas responsáveis pelo crescimento facial, por estar sob a influência direta de fatores intrínsecos (genéticos, epigenéticos) e extrínsecos (estimulação mecânica, tipo de alimentação etc), pode ter a sua morfologia prejudicada já que os músculos faciais e da mastigação são, frequentemente, afetados nos distúrbios degenerativos neuromusculares. Assim, o objetivo do presente estudo foi avaliar as repercussões morfológicas das distrofias musculares na cartilagem do PC de dois modelos murinos distintos de distrofia (dmdmdx e largemyd) e de seus respectivos controles: os camundongos C57BL/10. Os grupos animais (n=5) foram organizados de acordo com as idades (04 e 10 semanas), constituindo: C4, M4, L4, C10, M10 e L10 (camundongos controle, dmdmdx e largemyd de 04 e de 10 semanas, respectivamente). Após a eutanásia, os espécimes foram processados através de técnicas histológicas rotineiras e, posteriormente, submetidos às colorações de HE, Picrossírius e Safranina-O, para a evidenciação dos componentes celular e colágeno e imuno-histoquímica para a marcação de células reativas ao IGF-1 e IGF-1R. Os aspectos ultraestruturais também foram analisados através de microscopia eletrônica de transmissão. Os resultados mostraram que a cartilagem apresentou-se debilitada sob os efeitos da distrofia muscular, acarretando em modificações no padrão morfológico geral do tecido, na secreção das fibrilas colágenas e no acúmulo de proteoglicanas na MEC, as quais variaram de acordo com a idade e tipo de distrofia. Qualitativamente, a maior expressão de IGF-I e de seu receptor (IGF-IR) foi encontrada nos animais do grupo controle (C4 e C10), sendo observadas alterações do padrão de expressão dos mesmos no tecido cartilagíneo dos animais distróficos (dmdmdx e largemyd). Tais resultados sugerem prejuízos na maturação da cartilagem e formação óssea precoce e deficiente.
Título em inglês
Morphological effects of muscular dystrophy in mandibular condylar cartilage of the murine models
Palavras-chave em inglês
dmdmdx
Facial Growth
largemyd
Morfometry
Neuromuscular degenerations
Resumo em inglês
Muscular dystrophies are irreversible progressive diseases, genetic or congenital, characterized by degeneration of the skeletal muscles which can induce bone abnormalities as result of muscle function loss. Osteopeny, fragility fractures and scoliosis are bone modifications belonging to that set of muscular diseases. In addition, damages in the processes of growth and remodeling lead to skeletal differences in shape and size. Head and neck muscles are also affected in various types of dystrophies and may cause changes in both craniofacial morphology and dental occlusion. In turn, mandibular condylar cartilage (MCC) is one of the structures responsible for facial growth that is directly influenced by intrinsic (genetic, epigenetic) and extrinsic factors (mechanical stimulation, type of feeding, etc.). The morphology of MCC can be impaired since the facial and chewing muscles are often affected in the neuromuscular degenerative disorders. Thus, the present study aimed to evaluate the effects of the muscular dystrophies on the growth of the MCC of murine models (dmdmdx and largemyd) and their respective controls the C57BL/10 mice. For that purpose, animal groups were formed (n = 5) divided according to their ages (04 and 10 weeks), into the following experimental groups: C4, M4, L4, C10, M10 and L10 (control mice, dmdmdx and largemyd of 04 and 10 weeks, respectively). After euthanasia, the specimens were processed through routine histological techniques, and then subjected to HE, Sirius red and Safranin-O staining for the disclosure of cellular components and collagen and immunohistochemistry for marking cells responsive to IGF-I and IGF-IR. The ultrastructural aspects were also analyzed by transmission electron microscopy. The results showed that the cartilage turned out to be impaired in the context of muscular dystrophy, leading to changes in general morphological pattern of the tissue, in the secretion of collagen fibrils and in proteoglycans accumulation on ECM. These findings varied to according age and type of dystrophy. Qualitatively, the major expression of IGF-I and its receptor (IGF-IR) occurred in the animals of the control group (C4 and C10), showing alterations of their expression pattern in cartilage of the dystrophic animals (dmdmdx and largemyd). These results suggest early cartilage maturation and poor bone formation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-03-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.