• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2005.tde-06082007-104522
Documento
Autor
Nome completo
Ryan Elias Piera
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Mariana, Arani Nanci Bomfim (Presidente)
Ambrosio, Carlos Eduardo
Carvalho, Ana Flávia de
Título em português
Mensuração ultra-sonográfica da relação córtico-medular renal em cães
Palavras-chave em português
Cães
Diagnóstico por imagem
Medula renal
Rim
Ultra-sonografia
Resumo em português
Através do ultra-som, um método de diagnóstico seguro e preciso, podemos estabelecer a relação córtico-medular (RCM) renal avaliando o volume da cortical e da medular acrescentando uma avaliação quantitativa ao método usado nas interpretações ultra-sonográficas, que ainda são de caráter qualitativa (subjetiva) e dependem da habilidade, do equipamento e da experiência do médico veterinário que estará fazendo o exame. Utilizamos 30 animais de diferentes raças, com idades entre 1 e 9 anos, machos e fêmeas, com pesos na faixa de 9 até 40 Kg, provenientes de clínicas veterinárias particulares. Todos passaram por exames clínico e físico, mostrando-se sadios e sem histórico de doença ou problemas renais, o que foi confirmado através de exames laboratoriais. Após as aferições por ultra-som as medidas foram colocadas em fórmulas, que deram os volumes de córtex e medula, seguindo então para uma relação mais precisa córtex/medula. Os resultados mostraram que os valores de RCM vão de 2,26 a 3,33 independentemente do volume renal, sexo, peso e idade, sendo estas variantes de baixa significância com a relação córtico-medular
Título em inglês
Measurement ultrasonographic of renal corticomedullary correlation in dogs
Palavras-chave em inglês
Dogs
Image diagnosis
Kidney
Renal medullary
Ultrasonography
Resumo em inglês
Through the ultrasound, a insurance and exact diagnostic, we can establish renal corticomedullary correlation (RCM) evaluating the volume of the cortical and medullary adding a quantitative evaluation to the used method in the interpretations ultrasonographics, that still are of qualitative character (subjective) and depend on the ability, the equipment and the experience of the medical veterinarian who will be making the examination. We use 30 animals of different races, with ages between 1 and 9 years, males and females, with weights in the band of 9 up to 40 kg, proceeding from clinical particular veterinarians. All had passed for examinations clinical and physical, revealing healthy and without description of illness or renais problems, what it was confirmed through laboratoriais examinations. After the gaugings for ultrasound the measures had been placed in formulas, which had given to the volumes of cortex and medullary, following then for a more necessary corticomedullary correlation. The results had shown that the values of RCM independently go of 2,26 the 3,33 of the renal volume, sex, weight and age, being these variants of low significance with the corticomedullary correlation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-08-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.