• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2006.tde-29032007-155209
Documento
Autor
Nome completo
Nelcio Antonio Tonizza de Carvalho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Baruselli, Pietro Sampaio (Presidente)
Binelli, Mario
Buratini Júnior, José
D'Angelo, Magali
Ohashi, Otávio Mitio
Título em português
Avaliação anatomofuncional do sistema genital de fêmeas bubalinas (Bubalus bubalis), e suas implicações na múltipla ovulação e transferência de embriões
Palavras-chave em português
Búfalas
Estradiol
Múltipla ovulação
Nelores
Oócito
Resumo em português
Para aferir as prováveis causas da baixa taxa de recuperação de estruturas embrionárias em búfalas superovuladas, foram realizados 4 experimentos. No Exp.1, foram utilizados sistemas genitais de búfalas e de vacas tratadas para a indução de ovulações única ou múltipla (fatorial 2x2). Os sistemas genitais foram submetidos à morfometria, os ovidutos foram lavados para a recuperação dos oócitos e, posteriormente, foram encaminhados à histologia. A taxa de recuperação de oócitos e o volume dos ovários foram maiores para as vacas que para as búfalas (P<0,05). A área das fímbrias foi maior para as búfalas que para as vacas (P<0,05). As camadas musculares do infundíbulo e do istmo foram mais espessas para as búfalas que para as vacas (P<0,05) e, na ampola, não foi verificado diferença nesta medida entre as espécies (P>0,05). No Exp.2 foram utilizados ovidutos de búfalas e de vacas, tratadas para a indução de ovulação única. Os ovidutos foram abertos, colocados em meio de cultura com ou sem E2 (fatorial 2x2) e incubados por 30 minutos. Após o período de incubação, foram colocadas microesferas na superfície dos ovidutos para a aferição do movimento ciliar. As microesferas no infundíbulo direcionaram-se para o útero (P>0,05). Na ampola, direcionaram-se para o útero e para o ovário (P>0,05). No istmo das vacas, direcionaram-se para o ovário e no das búfalas, para o útero (P<0,05). A presença de E2 no meio de cultura não interferiu na direção do deslocamento das microesferas em nenhuma porção dos ovidutos de búfalas e de vacas. No Exp.3 foram utilizados ovidutos de búfalas e de vacas tratadas para a indução de ovulação única. Os ovidutos foram colocados em meio de cultura com ou sem E2 e receberam oócitos de búfalas ou de vacas (fatorial 2x2x2). Posteriormente, foram incubados por 24 horas e, após isso, foram lavados para a recuperação e contagem dos oócitos. O número e a taxa de recuperação de oócitos foi maior para as vacas que para as búfalas (P<0,05) e, estas variáveis não foram influenciadas pelo tratamento (P>0,05). Não foi verificada diferença no número de oócitos de búfalas ou de vacas recuperados (P>0,05). Os dados são indicativos de que o transporte de oócitos pelo oviduto de búfalas e de vacas independe da espécie do oócito e não é influenciado pelo E2. No Exp.4, búfalas e vacas foram tratadas para a indução de ovulações única ou múltipla. As fêmeas foram inseminadas e submetidas à laparotomia para a inserção no interior do oviduto de oócitos de búfalas ou de vacas (fatorial 2x2x2). Os sistemas genitais foram lavados 5 (oócitos de búfala) e 6 dias (oócitos de vaca) após a laparotomia para a recuperação das estruturas embrionárias. O número de estruturas embrionárias recuperadas foi maior para as vacas que para as búfalas (P<0,05) e, o número e a taxa de recuperação de estruturas embrionárias não foram influenciados pelo tratamento ou pela espécie dos oócitos (P>0,05). A espécie dos oócitos e o tratamento parecem não influenciar no transporte dos oócitos pelos ovidutos de búfalas e de vacas
Título em inglês
Anatomic and functional evaluation of buffalo (Bubalus bubalis) females genital system: implications on multiple ovulation and embryo transfer
Palavras-chave em inglês
Buffaloes
Estradiol
Multiple ovulation
Nelore
Oocyte
Resumo em inglês
In order to study the probable causes of the low embryo recovery rates in superovulated buffaloes, 4 experiments were performed. The experiment 1, consisted of treating buffaloes and cows in order to induce single or multiple ovulation (2x2 factorial). Genital systems were morphometrycally evaluated; oviducts were flushed in order to recover the oocytes, and subsequently submitted to histological examination. The oocyte recovery rate and the ovarian volume were higher for cows when compared to buffaloes (P<0.05). In contrast, fimbria area was higher for buffaloes than cows (P<0.05). Likewise, infundibulum and isthmus muscle layers were thicker in buffalo than cows (P<0.05). In addition, histological measurements were similar in cows and buffaloes (P>0.05). In the experiment 2, oviducts of buffaloes and cows treated to show a single ovulation, were dissected and placed in two media (with or without estradiol [E2] in a 2x2 factorial) and incubated for 30 minutes. After this period, microesferes were used to assess of the cilia movements. When placed in the infundibulum, microesferes moved toward the uterus (P>0.05). The microesferes in the ampulla moved towards the uterus and ovary in a similar fashion in both genetic groups (P>0.05). The microesferes in the isthmus, moved towards the ovary in cows; whereas, they moved towards the uterus in buffalo (P<0.05). There was no effect of media in the cilia movements at any portion of the oviduct neither in buffaloes or cows. In the experiment 3, oviducts of buffaloes and cows in the same conditions as in the previous experiment (single ovulation in with or without E2), received oocytes originated from buffaloes or cows (2x2x2 factorial). These oviducts were incubated for 24h and then flushed for oocyte recovery. The total number and the recovery rate of oocytes were higher for cows than for buffaloes (P<0.05). Interestingly, there was no effect of treatment in these same variables (P>0.05). The number of oocytes from buffaloes and cows that were recovered was similar (P>0.05). These results indicate that oocytes transport through the oviduct of buffaloes or cows does not depend on the oocyte specie and is not influenced by the E2. In the experiment 4, buffaloes and cows were treated in order to induce single or multiple ovulation. Females were inseminated and submitted to laparotomy in order to insert, inside the oviduct, oocytes of buffaloes or cows (2x2x2 factorial). Genital tracts were flushed on day 5 (oocytes from buffaloes) and on day 6 (oocytes from cows) after laparotomy for recovery of embryonic structures. The number of embryonic structures recovered was higher for cows when compared to the buffaloes (P<0.05). No effect of treatment or oocyte origin were found for the number or the rate of embryonic structures recovery (P>0.05). In conclusion, it is likely that type of oocyte and treatment do not affect transport of oocytes in the oviducts of buffaloes and cows
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-04-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.