• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2008.tde-27112008-141029
Documento
Autor
Nome completo
Claudia Veronica Calamari Guerreiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Claudio Alvarenga de (Presidente)
Furtado, Príscila Viau
Guimarães, Marcelo Alcindo de Barros Vaz
Leite, Flaviana Lima Guião
Pizzutto, Cristiane Schilbach
Título em português
Avaliação das concentrações de testosterona no pêlo de cães domésticos (Canis lupus familiaris)
Palavras-chave em português
Cães
Extração hormonal
Metanol
Pêlos
Testosterona
Resumo em português
O objetivo do presente estudo foi determinar as concentrações de testosterona no pêlo de cães domésticos, testar dois protocolos diferentes de extração hormonal, comparar os níveis séricos e avaliar as possíveis diferenças de concentração de testosterona no pêlo de acordo com: o sexo; animais castrados e inteiros; região de colheita; tipo e tempo de armazenamento do extrato e coloração da pelagem. Foram utilizados 31 animais adultos, sendo 25 machos e 6 fêmeas, da raça poodle provenientes de canis particulares. O pêlo foi colhido com auxílio de tesoura ou máquina de tosa e armazenados em temperatura ambiente, juntamente com colheita da amostra de sangue. Os protocolos de extração utlizaram 3mL de metanol como solvente por 2 ou 48 horas, os extratos foram secos em ar comprimido, ressuspendidos e armazenados na geladeira ou freezer por até 30 dias. As concentrações foram determinadas por radioimunensaio (RIE). Os testes estatísticos foram realizados utilizando-se o programa computadorizado Statistical Analysis System (SAS). Os resultados mostraram que é possível determinar as concentrações do hormônio testosterona no pêlo de cães. Os dois protocolos de extração de testosterona no pêlo demonstraram-se eficientes, porém o segundo apresenta maior recuperação hormonal do que o primeiro. É possível determinar as concentrações do hormônio testosterona no pêlo de cães. Não há correlação positiva entre os níveis hormonais de testosterona encontrados no sangue e no pêlo. Há diferença estatística significativa entre as concentrações de testosterona no pêlo de acordo com o sexo: entre fêmeas e machos inteiros (p=0,0074) e entre fêmeas e machos (castrados e inteiros) (p=0,0042). Não há diferença entre fêmeas e machos castrados (p=0,3610). Não há diferença significativa das concentrações de testosterona no pêlo entre animais machos inteiros ou castrados. Não há diferença estatística significativa das concentrações de testosterona no pêlo entre as regiões de colheita da amostra (cabeça, corpo ou membros), pois em todos os animais há correlação positiva entre essas áreas. Não há diferença significativa das concentrações de testosterona no pêlo de acordo com a coloração da pelagem (branca, cinza, marrom e preta). Não há diferença estatística significativa das concentrações de testosterona no armazenamento do extrato do pêlo ressuspendido por até 30 dias na geladeira ou freezer.
Título em inglês
Evaluation of testosterone concentrations in domestic dogs hair (Canis lupus familiaris)
Palavras-chave em inglês
Dogs
Hair
Hormonal extraction
Methanol
Testosterone
Resumo em inglês
The objective of the present study was to determine the concentrations of testosterone in domestic dogs hair, to test two different protocols of hormonal extraction, to compare the levels and in accordance with to evaluate the possible differences of hair concentration of testosterone: the sex; castrated and intact animals; sampling areas; type and time of storage of the extract and hair color. 31 adult animals had been used, being 25 males and 6 females, of the poodle breeds proceeding from particular kennels. The hair was cut with of scissors help or machine and keep in ambient temperature, together with of the sample of blood. The extraction protocols added 3mL of methanol as solvent for 2 or 48 hours, the extracts were dried in compressed air, added in assay buffer and stored in the refrigerator or to freezer for up to 30 days. The concentrations had been determined by radioimmunoassay (RIA). The statistical tests were performed using the computer program Statistical Analysis System (SAS). The results had shown that it is possible to determine the concentrations of testosterone in dogs hair. The two protocols of extraction of testosterone in the hair had been demonstrated efficient, however as it presents greater hormonal recovery of what the first one. The sex has difference significant statistics in accordance with testosterone concentrations in the hair: between females and intact males (p=0,0074) and between females and males (castrated and intact) (p=0,0042). It does not have difference between females and castrated males (p=0,3610). It does not have significant difference of the concentrations of testosterone in the hair between intact or castrated male. It does not have difference significant statistics of the concentrations of testosterone in the hair in the sampling areas (head, body or members), therefore has positive correlation between these areas. The hair color does not have significant difference with concentrations of testosterone in the coat (white, gray, brown and black). It does not have difference significant statistics of the concentrations of testosterone in the storage of the extract added in assay buffer for up to 30 days in the refrigerator or freezer.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-02-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.