• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2004.tde-21082007-142157
Documento
Autor
Nome completo
João Gustavo Pereira Loureiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2003
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Claudio Alvarenga de (Presidente)
Madureira, Ed Hoffmann
Meirelles, Flávio Vieira
Título em português
As funções do estradiol no processo da luteólise em bovinos: o estradiol estimula PGF2α através da ativação de receptores de P4 no endométrio?
Palavras-chave em português
Endométrio
Hormônios peptídicos
Hormônios sexuais
Vacas
Resumo em português
O estradiol (E2) exerce papel fundamental no desencadeamento da luteólise nos ruminantes. A redução das concentrações de E2 que se segue a ablação dos folículos retarda a luteólise enquanto que aplicações de E2 no final da fase luteínica estimulam a secreção de prostaglandina-F (PGF), induzindo a luteólise. O E2 pode preparar bioquimicamente o endométrio de forma que a progesterona (P4) possa estimular a secreção de PGF. Para esse trabalho foi utilizado um antagonista de P4 (RU486) no intuito de se estudar efeitos da P4 em associação com o E2 na produção de PGF. Foram conduzidos 2 experimentos com vacas holandesas em final da fase luteínica. No primeiro experimento, 2 grupos (n=4) receberam respectivamente RU486 (3mg/kg)+E2 (3mg) e placebo+E2. O uso do RU486 não inibiu a produção de PGFM (metabólito da PGF) e sim aumentou-a. O E2 estimulou a produção de PGFM. Verificou-se também que o etanol (ETOH) utilizado como solvente para o RU486 provocou forte pico de liberação de PGFM. No experimento 2 fez-se necessário checar a efetividade da ação do ETOH nos resultados obtidos. Animais foram divididos em 3 grupos (n=3) que receberam 0,00; 0,03 e 0,06mL de ETOH/kg de peso vivo. Uma hora após a aplicação do ETOH todos receberam E2 (3mg). O ETOH e o E2 voltaram a estimular a produção de PGFM. A baixa especificidade do RU486, a possível ativação de receptores de P4 pelo próprio RU486 e/ou ação do LH associado ao E2 podem ter estimulado a liberação de PGFM. Porém pouco pôde-se concluir sobre o pico de PGFM ocasionado pelo ETOH.
Título em inglês
Role of estradiol on bovine luteolysis: estradiol stimulates PGF2&alpha througthout P4 receptor activation in the endometrium?
Palavras-chave em inglês
Cow
Endometrium
Peptide hormones
Sexual hormones
Resumo em inglês
Estradiol (E2) is essential for triggering luteolysis in ruminants. The low E2 concentrations after follicular ablation prolongs luteolysis instead of E2 injections in late luteal phase stimulate prostaglandin F (PGF) and luteolysis. The E2 could act in endometrium avoiding progesterone (P4 ) to stimulate PGF secretion. A P4 antagonist (RU486) was used for it. Holstein cows in late luteal phase where used for those 2 experiments. First experiment, 2 groups (n=4) received respectively RU486 (3mg/kg)+E2 (3mg) and placebo+E2 Ru486 increased PGFM (PGF metabolite). E2 stimulated PGFM production. Ethanol (ETOH) used as a RU486 vehicle strongly stimulated PGFM. In experiment 2 the effectivity of ETOH was studied. Animals were share into 3 groups (n=3) receiving 0,00; 0,03 e 0,06mL of ETOH/kg. All animals received E2 (3mg) 1hour after ETOH injection. Once more, both ETOH and E2 stimulated PGFM releasing. The low RU486 specificity, the possible P4 receptor activation by the RU486 itself and/or the LH/E2 association could be able to stimulate PGFM release. The PGFM stimulus by the ETOH injection is not well understood.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-09-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.