• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2018.tde-16042018-114502
Documento
Autor
Nome completo
Rafaela Sanchez de Lima
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2017
Orientador
Banca examinadora
Madureira, Ed Hoffmann (Presidente)
Celeghini, Eneiva Carla Carvalho
Miguel, Maria Carolina Villani
Pugliesi, Guilherme
Silva, Luciano Andrade
Título em português
Emprego de progesterona injetável de longa ação para pré-sincronização da ovulação em novilhas Nelore
Palavras-chave em português
Bos indicus
Ciclicidade
J-Synch
Prenhez
Puberdade
Resumo em português
O objetivo desse estudo foi avaliar a eficiência do protocolo de pré-sincronização da ovulação com progesterona (P4) injetável de longa ação em novilhas e a influência de seus efeitos sobre a taxa de prenhez do protocolo de inseminação artificial em tempo fixo (IATF) J-Synch adaptado. Novilhas Nelore (n=638; 21,5±3,1 meses e 295±23,3 kg) foram classificadas por ultrassonografia nos D22 e D12 em púberes (presença de corpo lúteo (CL) no D22 e/ou D12) ou pré-púberes (ausência de CL em ambas avaliações) e receberam 150 mg de P4 de longa ação I.M. no D22 (tratadas) ou não (controle), perfazendo arranjo fatorial 2X2. No D12, apenas as novilhas tratadas, receberam 150 µg de D-cloprostenol (PGF, I.M.) e 1 mg de benzoato de estradiol (BE, I.M.). No D0, avaliou-se a ciclicidade das novilhas e todas foram sincronizadas de acordo com protocolo J-Synch adaptado: D0: dispositivo intravaginal de P4 (1 g) + 2 mg BE e 75 µg PGF; D6: remoção do dispositivo + 150 micro;g PGF. Uma detecção de estro foi realizada 48 h após a retirada dos dispositivos e as detectadas em estro foram inseminadas 12 h depois, ou em tempo fixo no D9, com aplicação I.M. de 10,5 µg acetato de buserelina. Exames ultrassonográficos foram realizados para mensurar o diâmetro do maior folículo e foi determinado um escore uterino (EU=1-6). O diagnóstico de gestação foi realizado no D39. Após 12 dias do tratamento (D0), menor proporção de novilhas, apresentando CL, foi verificada no grupo controle, quando comparada à de novilhas tratadas. Esta diferença foi mais acentuada nas pré-púberes (controle: 11,4% (23/199) vs. tratamento: 63,7% (136/215); P<0,0001), quando comparada às púberes (controle: 79,5% (92/113) vs. tratamento: 91,2% (102/111); P=0,002). A taxa de prenhez geral foi de 42,2% e tendeu a ser influenciada por tratamento (P=0,07). Novilhas do grupo controle apresentaram menor taxa de prenhez, de manifestação de estro 48 h após a retirada do dispositivo (P=0,02) e de ovulação antecipada (P=0,007), quando comparadas às novilhas tratadas (37,3% (119/312) vs. 44,7% (150/326); 15,9% (48/312) vs. 23,3% (52/224); 7,5% (23/258) vs. 15,4% (42/244), respectivamente). Para o diâmetro do folículo dominante, no momento da IATF (D9), houve interação entre status puberal e tratamento (P<0,05), sendo que as novilhas tratadas não diferiram entre si (pré-púberes: 11,1±0,13 mm vs. púberes: 11,1±0,17 mm; P=0,99). Para as novilhas do controle, as pré-púberes apresentaram menores diâmetros foliculares (10,9±0,13 mm), quando comparados aos das púberes (11,5±0,17 mm, P=0,03). A probabilidade de ciclicidade foi influenciada pelo diâmetro do folículo no D22 e no D12, para as novilhas pré-púberes tratadas (P<0,05). O uso da P4 aumentou o diâmetro folicular e o EU, no D12, para as novilhas pré-púberes tratadas, quando comparadas às controles (P<0,05). A taxa de prenhez foi maior nas novilhas que manifestaram estro 48 h após a retirada do dispositivo e foram inseminadas com 60h (60h: 66,1% (85/124); IATF: 34,8% (185/515)), e nas novilhas que apresentaram CL no D0 (com CL: 51,5% (181/353); sem CL: 30,5% (89/286)). Conclui-se que o protocolo de pré-sincronização com P4 injetável aumenta a porcentagem de novilhas ciclando e tende a aumentar a taxa de prenhez apresentada pelo protocolo J-Synch adaptado.
Título em inglês
Long-acting injectable progesterone for pre-synchronization of ovulation in Nelore heifers
Palavras-chave em inglês
Bos indicus
Cyclicity
J-Synch
Pregnancy
Puberty
Resumo em inglês
The objective of this study was to evaluate the effect of long-acting injectable progesterone (P4) pre-synchronization protocol and the influence of its effects on the pregnancy rate of the timed artificial insemination (TAI) J -Synch adapted protocol. Nelore heifers (n=638; 21.5±3.1 months and 295±23.3 kg) were classified by ultrasonography on D22 and D12 in pubertal (with corpus luteum (CL) on D22 and/or D12) or prepubertal (absence of CL in both evaluations), and received 150 mg of long-acting P4 I.M. on D22 (treatment) or not (control), making a factorial arrangement 2X2. On D12, only heifers treated with P4 received 150 µg of D-cloprostenol (PGF, I.M.) and 1 mg of estradiol benzoate (EB, I.M.). On D0, presence of CL was evaluated and all heifers were synchronized according to the adapted J-Synch protocol: D0: intravaginal release P4 device (1 g) + 2 mg EB and 75 µg PGF; D6: removal of the P4 device + 150 µg PGF. Animals detected in estrus at 48 hours after device removal were inseminated 12 h after or at fixed time on D9, with application of 10,5 µg buserelin acetate I.M. The largest follicular diameter was evaluated by ultrasound and was determined a uterine score (US= 1-6). The pregnancy diagnostic was performed on D39. After 12 days of treatment (D0), lowest proportion of heifers presenting CL was verified in control group, when compared to treated heifers. This difference was more pronounced in the prepubertal (control: 11.4% (23/199) vs. treatment: 63.7% (136/215); P<0,0001), when compared to pubertal (control: 79.5% (92/113) vs. treatament: 91.2% (102/111); P=0,002). The pregnancy rate was 42.2% and tended to be influenced by treatment (P=0.07). Control heifers had lower pregnancy rate, estrus manifestation 48 h after device remotion (P = 0.02) and early ovulation (P = 0.007), when compared to treated heifers (37.3% (119/312) vs. 44.7% (150/326); 15.9% (48/312) vs. 23.3% (52/224); 7.5% (23/258) vs. 15.4% (42/244), respectively). For diameter of the dominant follicle at TAI (D9) there was interaction between pubertal status and treatment (P<0,05), and the two treated groups did not differ (prepubertal: 11.1±0.13 mm vs. pubertal: 11.1±0.17 mm; P=0,99). For control heifers, follicular diameter was smaller for prepubertal (10.9 ± 0.13 mm) than for pubertal (11.5 ± 0.17 mm, P = 0.03). Probability of cyclicity was influenced by follicular diameter on D22 and D12, for treated prepubertal heifers (P <0.05). Use of P4 increased the follicular diameter and US on D12 for prepubertal heifers treated, when compared to controls (P <0.05). Pregnancy rates was greater in heifers that showed estrus 48 h after the device was removed and were inseminated with 60h (60h: 66.1% (85/124); TAI: 34.8% (185/515)), and in heifers with CL on D0 (with CL: 51.5% (181/353); without CL: 30.5% (89/286)). In conclusion, pre-synchronization protocol with long-acting P4 increases the percentage of cyclic heifers and tends to increase the pregnancy rate after J-Synch adapted protocol.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.