• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2019.tde-12122018-102558
Documento
Autor
Nome completo
Natacha Estér Orteney
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Claudio Alvarenga de (Presidente)
Bertozzi, Carolina Pacheco
Mello, Daniela Magalhães Drummond de
Título em português
Sucesso reprodutivo dos cetáceos de vida-livre: uma revisão sobre os principais fatores que influenciam a taxa reprodutiva de diferentes espécies
Palavras-chave em português
Cetáceos
Sucesso reprodutivo
Taxa reprodutiva
Resumo em português
A caça comercial de grandes baleias, os emalhes de pequenos odontocetos e a poluição são alguns dos fatores que contribuíram para a redução de muitas populações de cetáceos. No entanto, enquanto algumas populações de misticetos se recuperaram mais rapidamente do que outras, os odontocetos foram menos resilientes. Os motivos que levaram algumas populações de misticetos a se recuperarem mais rápido, enquanto outras ainda se recuperam, não são muito bem compreendidos, da mesma forma ainda não se compreende o motivo pelo qual os odontocetos se recuperam mais lentamente. Nesse sentido, o estudo do sucesso reprodutivo pode auxiliar a elucidar os principais fatores que interferem na recuperação dessas espécies. O objetivo da presente dissertação foi levantar dados da literatura científica que indicassem quais são os principais fatores que influenciam o sucesso reprodutivo, causando acréscimo ou decréscimo da taxa de reprodução dos cetáceos de vida-livre, e apresentar os métodos mais utilizados nesse tipo de estudo. Para tanto, foram considerados os artigos científicos publicados a partir de 2000. Nos cetáceos o cuidado parental é exclusivamente materno, portanto, os estudos sobre o sucesso reprodutivo são baseados em dados de observações em campo de fêmeas com filhote, usando a foto-identificação, as análises de parentesco, as imagens de ultrassons e as dosagens hormonais. Comparando populações da mesma espécie, algumas possuem machos com variação no sucesso reprodutivo, ou seja, machos que produzem mais descendentes do que outros, e existem populações que o sucesso reprodutivo não varia, todos os machos geram quase o mesmo número de descendentes. De acordo com a teoria da seleção sexual de Darwin, a seleção das características vantajosas dos parceiros sexuais explica a variação do sucesso reprodutivo. Essas características podem ser comportamentais, morfológicas ou fisiológicas. Tanto em odontocetos quanto em misticetos, quando há variação no número de descentes gerados, os machos mais velhos parecem possuir vantagens sobre os mais novos. Alguns autores sugerem que isso ocorre devido ao desenvolvimento físico e da concentração mais alta de hormônios andrógenos nos machos mais velhos, outros sugerem que é devido à experiência. Com relação às estratégias reprodutivas, alguns odontocetos além de utilizarem estratégias que sejam favorecidas por conta de seus atributos corporais, o sucesso reprodutivo é também favorecido por formações de grupos sociais estáveis, os quais muitas vezes são constituídos por indivíduos com algum grau de parentesco. Já os misticetos utilizam mais as estratégias reprodutivas que são favorecidas em função de seus atributos corporais. Finalmente, alguns fatores como o aumento da temperatura da superfície do mar e a diminuição da disponibilidade de presas impactam o crescimento populacional de algumas espécies de misticetos; e a poluição tem diminuído o sucesso reprodutivo das fêmeas, sobretudo dos odontocetos que vivem próximos à regiões costeiras.
Título em inglês
Reproductive success in free-ranging cetaceans: a review about the main factors influencing the reproductive rate of different species
Palavras-chave em inglês
Cetaceans
Reproductive rate
Reproductive success
Resumo em inglês
The commercial whaling, small odontocetes bycatch, and pollution are some of the factors contributing to the decline of many cetacean populations. However, while some populations of mysticetes recovered faster than others, odontocetes were less resilient. The reasons that led some populations to recover faster while others are still recovering are not well understood, likewise do not understand yet why the odontocetes appear to recover more slowly. The study of reproductive success can help to elucidate the main factors that interfere with the recovery of these species. The aim of the present dissertation was to collect data of scientific literature that could indicate the main factors influencing reproductive success, causing an increase or decrease of free-ranging cetaceans reproductive rate, and present the most used methods in this type of study. Therefore, the scientific articles published since 2000 were considered. In cetaceans, parental care is exclusively maternal, so reproductive success studies are based on data from field observations of females with calves, using photo-identification, kinship analysis, ultrasound imaging, and hormonal dosages. Comparing cetaceans populations of the same species, some populations have males with variation in reproductive success (i.e. males that produce more offspring than others), and there are populations that reproductive success does not vary (i.e. all males generate almost the same number of offspring). According to Darwins theory of sexual selection, the mate selection with advantageous characteristics explains the reproductive success variation. These characteristics can be behavioral, morphological or physiological. In odontocetes and mysticetes, when there is variation in the number of descendants generated, the older males seem to have advantages over the younger. Some authors suggest that this occurs because of the physical development and the highest concentration of androgen hormones in older males, other authors suggest that is due to the experience. Regarding reproductive strategies, some odontocetes besides using strategies that are favored since their physical attributes seem to have reproductive success favored by a formation of stable social groups, which often are made up of individuals with some degree of kinship. While the mysticetes seem to use more reproductive strategies that are favored according to their corporal attributes. Finally, factors such as the increase in sea surface temperature, and the decrease reduction of prey availability, impact the population growth of some mysticetes; and the pollution has decreased the female reproductive success, especially in odontocetes that living close to the coastal regions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-03-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.