• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2011.tde-10102012-182843
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Nascimento
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Arruda, Rubens Paes de (Presidente)
Binelli, Mario
Fernandes, Claudia Barbosa
Fukumasu, Heidge
Silva, Luciano Andrade
Título em português
Perfil do RNAm da proteína transportadora de prostaglandina (PGT) no endométrio equino in vivo e sobre influência embrionária in vitro
Palavras-chave em português
Égua
Embrião
Endométrio
Prostaglandina
Proteína
Resumo em português
Nas éguas cíclicas, a luteólise ocorre entre os dias 14 e 16 após ovulação, pela ação da PGF endometrial. Entretanto, durante a gestação, a luteólise deve ser bloqueada, ao mesmo passo que a ação da PGE2 deve ser estimulada. Ambos hormônios possuem baixa difusão pela membrana plasmática, sendo necessária a presença da proteína transportadora de prostaglandina (PGT) para o influxo e efluxo destes hormônios nas células. Os objetivos deste experimento foram identificar e relacionar o RNAm da PGT no endométrio de éguas cíclica e gestante aos 14 dias (experimento 1) e avaliar o perfil do RNAm para PGT no endométrio eqüino em final de diestro sob efeito de secreção embrionária (experimento 2). Para o experimento 1, um ciclo estral de 11 éguas foi acompanhado. Seis éguas não foram inseminadas e somente detectado o tempo de ovulação e cinco foram inseminadas. Biópsias endometriais foram realizadas quando detectado folículo pré-ovulatório (≥35mm de diâmetro) e edema endometrial (E0; n=6), sete (E7; n=6) e quatorze (E14; n=6) dias após ovulação nas fêmeas cíclicas e aos quatorze dias de gestação (EG; n=4) nas fêmeas gestantes. No experimento 2, 5 embriões eqüinos de 13,5 dias de idade foram coletados, cultivados por 24 horas em ambiente com temperatura e CO2 controlados e o meio condicionado embrionário (MCEE) gerado foi armazenado a -80ºC. Em seguida, amostras endometriais de sete éguas cíclicas aos 14 dias pós ovulação foram coletadas por biópsia uterina e cultivadas por 24 horas, em ambiente com temperatura e CO2 controlados, na presença do MCEE. O RNA total foi extraído de todas as amostras endometriais e amplificado pela reação em cadeia da polimerase em tempo real (RT-PCR), de um passo. A abundância relativa média dos transcritos foi submetida a análise de variância e as médias foram separadas pelo teste LSD (P<0,05). No experimento 1, o RNAm da PGT em tecido equino foi identificado, de maneira que as quantidades relativas deste gene foram similares entre E0, E7, E14 e EG. No experimento 2, o MCEE não modificou a quantidade de RNAm para PGT no endométrio em fase final do diestro.
Título em inglês
mRNA to PGT profile in the equine endometrium in vivo, and under embryonic influence in vitro
Palavras-chave em inglês
Embryo
Endometrium
Mare
Prostaglandin
Protein
Resumo em inglês
In cyclic mares, luteolysis occurs between the 14th and 16th days after ovulation, due to endometrial PGF However, in pregnant mares luteolysis must be blocked, whereas the PGE2 action must be stimulated. Both hormones have low diffusion through the plasma membrane, wherein the Prostaglandin Transporter Protein (PGT) is needed to influx and efflux of these hormones in the cells. The objectives of this experiment are to identify and to relate with the mRNA to PGT in the endometrium of cyclic and pregnant mares (experiment 1) and to evaluate the mRNA profile to PGT in equine endometrium at end of diestrous, under embryonic secretion effect (experiment 2). In the experiment 1, one estrous cycle of 11 mares (5 to 12 years old) was examined. Six mares were not inseminated and only the time of ovulation was recorded, and five mares were inseminated. Endometrial biopsies were performed when pre-ovulatory follicles (diameter ≥ 35mm) and endometrial edema were detected (E0; n=6), seven (E7; n=6) and fourteen days (E14; n=6) after ovulation in cyclic mares, and fourteen days after ovulation in pregnant mares (EG; n=4). In the experiment 2, five embryos of 13,5 days of age were collected, cultured during 24 hours in controlled temperature and CO2 and the embrionic conditioned medium (ECM) was stored at -80ºC. After that, endometrium samples of 7 mares at fourteen days after ovulation were collected by uterine biopsy and they were cultured during 24 hours, in controlled temperature and CO2, with ECM. Total RNA was extracted and submitted to amplification by one step real-time polymerase chain reaction (RT-PCR). The abundance relative average of trancripts was submitted to variance analysis and averages were separated by LSD test (P<0,05). In the experiment 1 the mRNA to equine PGT was identified so that the relative quantities of this gene were equal among E0, E7, E14 e EG. In the experiment 2, the ECM did not modify the mRNA quantity to PGT in the endometrium at end of diestrous.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-04-09
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • BITTAR, J. N., et al. Expressão Gênica da Proteína Transportadora de Prostaglandina (PGT) no Endométrio de Égua Cíclica e Gestante. In XXIV Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Tecnologia de Embriões, Porto de Galinhas-PE, 2010. Anais da XXIV Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Tecnologia de Embriões., 2010. Resumo.
  • OLIVEIRA, G., et al. Características espermáticas do sêmen equino congelado com diferentes crioprotetores. In XI Conferência Anual da Associação Brasileira de Médicos Veterinários de Equinos., São Paulo-SP, 2010. Anais da ABRAVEQ., 2010. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.